Month: October 2017

BNDES devolverá recursos ao Tesouro de dinheiro vindo do mercado externo

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – espera poder antecipar a devolução de recurso ao Tesouro Nacional a partir da capitalização de dinheiro no mercado externo. As intenções do banco foram divulgadas no dia 9 de outubro de 2017 pelo presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro.

Segundo o presidente do banco, a principal fonte de capitalização de recursos que o banco dispunha até o ano de 2007, eram recursos vindo do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, sendo que após isso eram utilizados recursos levantados dos fundos internacionais, recorrente a empréstimos junto a entidades multilaterais. Em terceiro lugar, a capitação de recursos do BNDES era feita junto ao mercado doméstico. O BNDES espera voltar para esse cenário após o presidente do banco se reunir com entidades multilaterais. Ele aponta para a nova TLP como um fator importante para as mudanças esperadas.

“Teremos o FAT como principal fonte de fundos, talvez com um sistema de remuneração atualizado, tendo em vista a mudança da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para Taxa de Longo Prazo (TLP)”, explica o presidente do banco.

O presidente do banco também diz que grande parte do recurso que será levantado pelo banco virá de fontes internacionais. Em novembro de 2017 o presidente do BNDES irá se reunir em Nova York com agências que respondem com a classificação do risco devido ao rating (definidor do grau de investimento no Brasil), quem atualmente está em queda.

São muitas as entidades multilaterais que demonstram fortes interesses em uma parceria com o BNDES, sendo elas, o Banco de Desenvolvimento do Brics (grupo que reúne Índia, Brasil, Rússia, África do Sul e a China), o KFW (banco estatal de desenvolvimento da Alemanha), o Banco de Desenvolvimento da China e a Agência Francesa de Desenvolvimento.

O presidente do BNDES também disse na divulgação do dia 9 de outubro que todos os financiamentos realizados pelo banco junto as empresas no Brasil, não tiveram irregularidades. Esse pronunciamento foi devido a acusações de irregularidades concedidas a JBS. Segundo o presidente do BNDES, os empréstimos são iguais para os empresários e seguem os mesmos critérios rigorosos para todos. “O BNDES não é babá de empresário”, diz o presidente.

 

Jogos e poupança oferecidos pela Caixa contribuem para a economia do país

 

Image result for Jogos e poupança oferecidos pela Caixa contribuem para a economia do país

As loterias da Caixa Econômica Federal somado às cadernetas de poupanças, contribuíram para uma grande arrecadação em 2017. Em relação aos jogos oferecidos pela Caixa, a quantidade acumulada desde o início de 2017 até setembro, foi de R$ 9,97 bilhões. Esse valor referente aos jogos já registra um recorde de arrecadação em comparação com os últimos cinco anos. Esse valor de R$ 9,97 bilhões corresponde ao crescimento de 28% em comparação com 2012, fechando aquele ano com R$ 7,8 bilhões no acumulado dos jogos.

Em setembro de 2017, a Caixa registrou um total de R$ 1,28 bilhões em apostas, um crescimento considerável de 14,29% em comparação como o mês de agosto deste ano. Segundo a Caixa, esse percentual de crescimento é devido a uma assiduidade dos apostadores junto a criação de apostas especiais, como é a Dupla de Páscoa, específica e sazonal, a Quina de São João, que segue o mesmo conceito e a Lotofácil da Independência. O carro-chefe dos jogos oferecidos pela Caixa é a Mega-Sena, a Quina, a Lotofácil e a Lotomania. Também outras modalidades são oferecidas aos apostadores, como a Loteca, Lotogol, Dupla Sena, Timemania e a modalidade de bilhetes da Loteria Federal.

Esses valores todos arrecadados pela Caixa são para o valor do prêmio do apostador, que ganha ao acertar as apostas, e para a suprir os orçamentos da União junto a iniciativas nas áreas de assistência social, cultura, educação, saúde, previdência e segurança pública. A arrecadação realizada com os jogos tem uma grande importância para o desenvolvimento do país.

Os critérios e a forma como o governo conduz esse dinheiro após ser repassado para ele, segue a política duvidosa que o brasileiro já está acostumado a ver e fica à mercê da responsabilidade do governo. Somente em 2017, o repasse já chega a R$ 4,8 bilhões. No acumulado do ano em 2015, o repasse foi de R$ 7 bilhões e em 2014 foi de R$ 6,39 bilhões. Em 2013 e 2012 os repasses no acumulado do ano foram de R$ 5,38 bilhões e R$ 4,89 bilhões respectivamente.

A Caixa tem a intenção de expandir a possibilidade de o apostador realizar as apostas pela internet. Esse serviço já é oferecido para as apostas da Mega-Sena, mas para os outros produtos o banco estuda como seria introduzido apostas via web.

A poupança teve um total de arrecadação no mês de setembro de 2017 de R$ 1 bilhão. Esse valor é 50% do total acumulado no ano até o mês de setembro de 2017. Ou seja, setembro apresenta um recorde em arrecadação das cadernetas de poupança. Um dos motivos para isso é a liberação do saldo do FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, das contas inativas.

 

Empresa de eventos prossegue atividades com ajuda de recursos poupados

A empresa de eventos Magnólia Comunicação começou em um quarto com um espaço de 10 metros quadrados para apenas duas pessoas. As duas amigas Ana Maria Gomes, 36, e Lívia Mangini, 38, já trabalhavam antes juntas, mas decidiram assumir um negócio. Depois de 7 anos, a empresa localizada em São Paulo, na av. Paulista, faturou no ano passado R$ 1,3 milhão, com um lucro de 20% (R$ 260 mil).

O serviço oferecido pela empresa envolve atrações, planos de divulgação e realização de encontros, desde palestras técnicas, lançamentos de produtos, comemorações, entre outros.

No início da empresa o investimento foi de R$ 10 mil para a estrutura com computadores, linha telefônica, impressora e material de escritório. Os efeitos da recessão parecem inevitáveis, Ana Maria afirma que o trabalho neste ano tem chances de cair 10 por cento de faturamento em relação ao ano passado.

Apesar da pequena queda no faturamento, a empresária afirma que as companhias ainda querem fazer eventos, mas com a metade da verba. Como Ana Maria sempre poupou recursos financeiros desde o começo da empresa, hoje consegue prosseguir sem estar com dívidas.

“Poupar nos tempos de vacas gordas foi algo que ajudou. A gente não está operando no vermelho e não fez empréstimo”, declara Ana Maria.

Atualmente existem 10 clientes que estão contando com os serviços da empresa. “Percebemos que somente com os eventos que já costumávamos organizar, não seria possível manter a estrutura da empresa. Por isso passamos a investir mais na área comercial, em marketing digital e prospecção de novos clientes”, diz a empresária que procura expandir a clientela para o ramo de tecnologia.

Estabelecer um público-alvo para a estratégia da empresa se demonstra uma boa escolha para obter clientes, confirma Adriano Augusto Campos, consultor do Sebrae-SP.

O consultor Campos alerta: ”É uma área extremamente concorrida mesmo. Tem todos os tipos de empresas, de todos os portes. Um público mais restrito traz uma chance maior de se relacionar. Se for muito amplo, você não vai ser especialista em nada e ninguém vai te conhecer”.

Quanto mais pessoas souberem o que o profissional faz, melhores serão as chances de ser contatado, os contatos devem ser aproveitados: “Pode ser um amigo, familiar, vizinho, colega que atue nessa área, em alguma empresa. As pessoas precisam saber que você trabalha nisso”.

 

Conheça mais sobre o escritório Leite Tosto e Barros e do sócio Ricardo Tosto

O escritório de advocacia Leite Tosto e Barros lança uma novidade para o público muito interessante. O escritório que tem como sócio-fundador o advogado Ricardo Tosto um novo setor voltado apenas para o atendimento de casos relacionado à saúde e foi chamado de “Saúde e Previdência Complementar”. O lançamento foi noticiado pela revista eletrônica Consultor Jurídico (ConJur).

Agora os clientes do escritório (novos e antigos) podem ter o auxílio necessário em casos que precisem de uma orientação ou representação. A iniciativa do escritório de Roberto Tosto visa oferecer um atendimento especializado nas situações delicadas, sobretudo envolvendo planos de saúde e a previdência.

A justificativa do escritório é que a saúde suplementar brasileira atende mais de 47 milhões de pessoas, contratantes de planos individuais, coletivos ou empresariais. Já a previdência complementar equivale a 12,6% do PIB (Produto Interno Bruto) do país.

A frente da equipe está Paulinho Brancato Net, que além de advogado também é administrador de empresas. Paulinho é um profissional com crivo e competência para liderar a equipe, uma vez que é especialista em Direito Empresarial e gestor de departamentos jurídicos corporativos desde o início dos anos 90 e já atuou no Metrus Instituto de Seguridade Social.

Sobre o escritório Leite, Tosto e Barros advogados

O escritório de Ricardo Tosto e seus sócios está sediado em São Paulo, contudo tem filiais em Brasília e no Rio de Janeiro. No segmento do “Contencioso”, o escritório é um dos mais reconhecidos tanto no meio nacional quanto internacional. Também se destacou por ser um dos primeiros a adotarem o conceito de gestão empresarial.

O escritório atende a diferentes especificidades, contando com uma equipe de mais de 300 colaboradores, que fornecem a estrutura e o back office para dar suporte às suas atuações. Na área jurídica, são 16 associados e 27 sócios.

Entre as áreas de atuação do Leite, Tosto e Barros estão: Direito civil, Contratos,Contencioso, Eleitoral e Político, Administrativo, Penal Empresarial, Reestruturação de Dívidas e Créditos, Societário, Compliance, Fusões e Aquisições, Concorrencial, Consumidor, Trabalhista e Previdenciário, Bancário, Civil, Ambiental, Imobiliário, Infraestrutura e Regulatório, Arbitragem, Comercial e Família e Sucessões, Foreign Desks: China Desk, e Tributário.

Sobre Ricardo Tosto

Ricardo Tosto é sócio-fundador do escritório de advocacia. Formou-se em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e também tem curso de extensão em Administração de empresas. Entre as áreas que se destaca estão o Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Eleitoral e Comercial, Contratos Bancários, Falências, Recuperação Judicial e de Créditos, Reestruturação Empresarial e Acquisition Review.

Em 2016, a mídia especializada Latin Lawyer 250 apontou o escritório Leite, Tosto e Barros advogados como um dos principais e mais renomados escritórios da América Latina e Ricardo Tosto como um dos profissionais mais aptos do país na área do Contencioso.

O fundador do Leite, Tosto e Barros também tem diversas publicações em jornais e revistas especializadas em Direito. Também é coautor da obra “O Processo de Tiradentes”, redigida juntamente com o amigo e sócio, Paulo Guilherme Lopes. O que mostra sua autonomia e domínio em conhecimentos específicos.

 

Depois de dois anos de redução, o número de milionários no Brasil aumenta quase 11% em 2016

Image result for bilhoes de reais

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria Capgemini no ano passado, houve um aumento do número de pessoas milionárias no país, depois de dois anos consecutivos de queda. Os números mostraram que esse aumento foi de quase 11%, indo de 148,5 mil para 164,5 mil pessoas.

Segundo informações dadas pelo “2017 World Wealth Report”, esse aumento obtido no Brasil acabou ficando acima da média mundial de 7,5%, sendo que dos 25 países que foram pesquisados, a Rússia obteve o maior aumento com 20%, a Suécia ficou em segundo lugar com 13%, Taiwan em terceiro com 12% e o Brasil em quarto com quase 11%.

A pesquisa julgou como milionários, as pessoas que possuem pelo menos US$ 1 milhão em recursos, que podem ser usados para fazer investimentos ou prontamente negociados, sem contar com os imóveis onde moram, os pertences de consumo duradouros e os objetos de que fazem parte de coleções.

De acordo ainda com a pesquisa, os recursos reunidos por essas pessoas passaram de cerca de US$ 3,7 trilhões em 2015 para US$ 4,2 trilhões no ano passado.

No estudo que foi realizado antes desse último, o Brasil tinha apresentado a maior redução da quantidade de milionários entre os países analisados com as melhores economias mundiais, com menos doze mil pessoas com esse perfil em 2015. Os números analisados em 2014, mostraram que  o país teve uma perda de onze mil milionários  entre os seus habitantes.

Um dos motivos para esse aumento no número de milionários do país, apesar da grave crise que ele atravessa, são os índices mais positivos das ações negociadas no mercado brasileiro.

Segundo dados informados pela Economatica, que é uma provedora de dados financeiros, o Ibovespa subiu quase 67% em dólar em 2016. Nos dois anos anteriores a esse, os números mostraram reduções acumuladas de 14,37% em 2014 e 41,03% em 2015. Até o mês de setembro desse ano, o fechamento da bolsa no país está apresentando um aumento de quase 27% em dólar.

O Brasil mesmo com esses números elevados de crescimento na quantidade de milionários, ainda continua em 17% lugar na lista de pessoas super-ricas entre os países de todo o mundo.

 

 

Serasa divulga que demanda por crédito cresce 9,9% no mês de agosto

Image result for Serasa divulga que demanda por crédito cresce 9,9% no mês de agosto

Em um novo levantamento de dados feito pela Serasa Experian, os dados apontaram que os consumidores pediram mais empréstimos no mês de agosto deste ano, comparado com o mesmo período no ano passado. Ao todo, os empréstimos registrados no mês de agosto desse ano tiveram uma alta de 9,9% comparado ao mesmo mês em 2016.

Somente neste ano, o mês de agosto registrou a quarta alta consecutiva no setor de crédito. Segundo os economistas, essa alta teve um forte impulso que foi motivado por alguns fatores, dentre eles a redução da inflação, a retomada dos empregos formalizados, e ainda a queda dos juros que atingem as linhas de crédito.

O órgão destacou que em comparação com o mês de julho também deste ano, houve um aumento de 5,9% pela procura de crédito. Já no acumulado do ano todo, o crescimento foi de 4,3%.

Em relação ao mês de agosto do ano passado, o mês também registrou a busca por empréstimos em todas as faixas de renda, inclusive as menores. Os dados divulgados pela Serasa revelaram que a maior alta por busca de empréstimos aconteceu por parte dos consumidores com renda de até R$ 500 por mês, sendo um total de 23,4% dos consumidores.

Já em relação as regiões do país, o mês de agosto registrou alta na procura por crédito em todo o Brasil, comparado ao ano de 2016. Em uma análise do acumulado do ano, a região Centro-Oeste foi a única a registrar uma queda, sendo um total de (-0,2%).

Em comparação com o mesmo período do ano de 2016, o mês de agosto registrou crescimento de 17,6% na região Nordeste, 15,9% na região Norte do país, 10% no Sudeste, 4% no Sul e 3,2% na região Centro-Oeste.

Em relação as faixas de renda, duas categorias registraram os menores índices de procura, sendo a que corresponde de R$ 5 mil a R$ 10 mil por mês, e a faixa de renda acima de R$ 10 mil por mês, as duas registraram alta de 7,8% em agosto, comparado ao ano passado. No acumulado do ano as duas faixas de renda também apresentaram os menores índices, sendo de 1,7% e de 2,3% respectivamente.