Month: May 2019

Felipe Montoro Jens expõe alguns detalhes sobre a construção da Ferrovia do Grão ou Ferrogrão

A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, no final de 2017, divulgou informações sobre alguns levantamentos realizados para a publicação do edital e execução do leilão de concessão da Ferrogrão, como reportará com mais detalhes o especialista em Projetos de Infraestrutura, Felipe Montoro Jens.

Segundos os dados elaborados pelos especialistas no assunto em questão, o prazo da concessão para a construção da EF-170, como é conhecida, será de 65 anos, destaca Felipe Montoro Jens. Além da extensão de 1.142km, a Ferrovia do Grão também contará com uma área florestal no trecho que compreende as cidades de Miritiruba (PA) e Sinop (MT). As obras, implantações da infraestrutura e operação dos trens devem ficar por conta da concessionária. De acordo com a publicação da ANTT, a fonte de remuneração da empresa vencedora do leilão será obtida através dos serviços prestados pelos transportes na ferrovia.

Como menciona Felipe Montoro Jens, este é um dos projetos que integram o Programa de Parceria de Investimento – PPI e que tem com objetivo estabelecer a nova malha ferroviária de exportação pelo Arco Norte do país. No portal PPI consta que a construção engloba a realização de compensação socioambiental, sistemas de sinalização ferroviária e energia, terraplanagem, e outras obras complementares.

Outro detalhe retirado do portal PPI, na ocasião da publicação dos estudos, e reportado por Felipe Montoro Jens, é o cálculo de previsão feito para 2050, quando o montante de carga alocada da Ferrogrão deverá ultrapassar os 42 milhões de toneladas. Além disso, empresários estimam o escoamento de até 20 milhões de toneladas de grãos da região de Mato Grosso através dos portos da Bacia Amazônica.

Ainda segundo o portal, a modelagem adotada para a administração da EF-170 é a vertical, onde apenas uma empresa é responsável por tudo, desde a infraestrutura até o fornecimento do transporte, finaliza Felipe Montoro Jens.

Saiba mais no site oficial do especialista em projetos Felipe Montoro Jens.

Como fidelizar seus clientes

Nem todos os clientes são iguais. Existem aqueles que preferem manter um relacionamento independente e aqueles que, ao contrário, querem se tornar amigos. Aqui você tem que ser um equilibrista, você tem que ser discreto, mas não mal-humorado. Um profissional permanece assim, uma amizade com o cliente pode nascer, mas ele nunca deve esquecer a ética que está por trás dessa relação de conveniência mútua.

Para obter a confiança do cliente, você precisa entregar uma cotação clara, você tem que respeitá-lo, mas acima de tudo você tem que adaptá-lo ao seu compromisso. Isso significa que, se você trabalhar menos (por exemplo, para as suas férias ou um evento inesperado), precisará rever o custo do serviço.

Obviamente, se o compromisso foi maior do que o esperado, você tem que ir para cima. Neste caso, você precisa se comunicar antes de começar. Não há comportamento pior do que o freelance, que faz mais do que o necessário e, em seguida, aumenta o preço sem notificar, sem ter a aprovação do cliente.

Pague pelos danos causados – Isso também acontece. Suas ações nem sempre são bem-sucedidas. E quero ver quem tem coragem de sair dessa lista. Mas você tem uma fortuna: se você trabalha no mundo das notícias e do marketing na web, você sempre pode consertar isso, você não é um cirurgião que trabalha com o coração aberto. Se você quer ganhar a confiança do cliente quando você cometeu um erro, você tem que compensar isso, você tem que refazer os seus passos e consertar a situação.

Pode acontecer a todos cometer erros. E atrasar uma entrega. Você sabe o que é o pior? Encontre desculpas. Eu estava errado, tudo bem: isso não vai acontecer novamente. Então acontece de novo e você está no ponto de partida, mas a verdade é simples: subir nos espelhos não é a melhor maneira de ganhar a confiança de um cliente. A sinceridade, por outro lado, é a melhor solução para resolver qualquer problema.

Como ganhar a confiança do cliente? Eu faço a pergunta agora: como ganhar a confiança do cliente? Como manter um relacionamento duradouro ao longo do tempo? Neste artigo deixei aqueles que, na minha opinião, são os pontos essenciais para criar uma colaboração estável e vantajosa para ambas as partes. Independentemente da situação.

Comunicação com os clientes

Os clientes só querem tocar na sua estratégia. Você decidiu propor um plano de ação para uma comunicação on-line bem estruturada. Você precisa criar um blog de notícias, trabalhar em otimização de SEO, definir páginas de destino eficazes e focar na promoção do Facebook. Tudo isso tem um custo e o empreendedor quer saber a real necessidade da ação. Será que vai funcionar? Não vai funcionar?

Comunique-se com o cliente para trabalhar melhor e com resultados superiores ao longo do tempo – Como se comunicar com o cliente? Neste caso, a clareza deve reinar supremamente: o raciocínio para resultados garantidos é sempre difícil quando se trata de SEO e marketing de mídia social, mas você pode selecionar uma série de estudos de caso.

Isso é documentos a serem dados ao cliente para convencê-lo a aceitar. Você pode encontrar material online, mas se você já tiver um bom portfólio, sugiro que crie relatórios com casos pessoais. Essa é a melhor maneira de se comunicar com o cliente. E para limitar as fricções no botão que são sempre perigosas.

Concentre-se imediatamente no profissionalismo – Amigável, mas profissional, sem nunca ter os pés na cabeça. Este é o caminho para se mover bem. Como se comunicar com o cliente?

Propondo-se com um perfil adequado: você não está aqui para fazer o que eles dizem, mas para dar a sua solução. Muito depende do preço: se você cobra um pouco, você aparece como um amador, mas se você aumentar o orçamento você deve ser capaz de retornar a qualidade.

Fale com as pessoas para alcançar – Em empresas maiores, não é fácil identificar os responsáveis, os tomadores de decisão. Muitas vezes são inseridos números que filtram seus pensamentos e os relatam incorretamente. Diminuindo e alterando o conteúdo.

Às vezes é uma ação deliberada. Identifique a pessoa certa e encurte a distância, fale claramente e busque um relacionamento direto. Você não pode fazer o contrário.

Você tem que se concentrar no essencial. Use e-mails simples e lineares, não escreva romances que ninguém vai ler e não coloque todo o mundo em conhecimento de cópia.

A arte da comunicação interna é composta de regras simples, mas essenciais: escreva o certo com clareza e simplicidade, evite e-mails e destinatários inúteis, não tenha medo de pedir mais explicações, se houver muito a dizer, use telefone ou Skype.

Lei que permite cancelar TV por assinatura pela internet é sancionada

O presidente da República Jair Bolsonaro sancionou no dia 14 de maio a Lei 12.828 que concede permissão aos consumidores para cancelar o serviço de TV por assinatura através da internet e do telefone. Além dessas duas opções, assinantes poderão também cancelar o serviço pessoalmente, como já ocorria antes da lei sancionada e publicada através do DOU (Diário Oficial da União).

Esta nova publicação altera a Lei 12.485, também conhecida como “Lei de Comunicação Audiovisual de Acesso Condicionado” sancionada em 2011. De acordo com as notícias publicadas sobre o tema, a nova lei entrará em vigor nos próximos 30 dias.

No ano passado a TV por assinatura teve uma perda de 550 mil consumidores que contavam com o serviço, mas que acabaram cancelando. De acordo com os dados divulgados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), ainda em 2018 havia pelo menos 17,574 milhões de assinantes de TV por assinatura no Brasil. Desde 2015, o número de assinantes de TV por assinatura tem diminuído, indo de 19,569 bilhões em 2014 (o maior registro nos últimos 5 anos) para 17,574 milhões em 2018.

Dentre os estados, São Paulo foi o que mais apresentou assinantes no mês de dezembro do ano passado, sendo registrado no total de 6,46 milhões. Em seguida, Rio de Janeiro e Minas Gerais aparecem nos dados da Anatel, tendo como registro, 2,37 milhões e 1,55 milhão, respectivamente. Os três estados juntos concentram até 59% de toda a base de assinantes no país.

Com a permissão de cancelamento, é esperado que mais serviços sejam cancelados, considerando que essa nova metodologia ampliará os canais de comunicação dos assinantes de TV por assinatura. A intenção do governo não é acabar com esse tipo de serviço ou prejudicar as empresas que oferecem a TV por assinatura. No entanto, a medida visa facilitar o cancelamento para os assinantes insatisfeitos com os produtos oferecidos.

Ou seja, essa medida poderá resultar na melhoria dos serviços de assinatura, já que os consumidores terão mais facilidade em cancelar os pacotes contratados caso estejam insatisfeitos com o serviço.

Desfiles parisienses: Donata Meirelles aborda o caráter apoteótico desses eventos

Se no Brasil o Carnaval é um dos eventos que mais prendem a atenção do público, na França e em outros países os desfiles de moda têm sido considerados verdadeiros espetáculos. Vale destacar que aqueles que ocorrem na capital francesa são os mais vistos, assinala a empreendedora de moda Donata Meirelles. Somente no primeiro trimestre de 2019, as passarelas parisienses foram palco da estreia de estilistas promissores. Além disso, grifes como Tommy Hilfiger investiram em estrelas para abrilhantar suas apresentações, além de produções que relembravam o ambiente cinematográfico, destaca a empreendedora.

Como já era esperado, a Tommy Hilfiger também prestou sua homenagem ao lendário estilista da Chanel, Karl Lagerfeld, em virtude de seu falecimento ocorrido no mês de fevereiro. A grife também explorou pontos turísticos famosos de Paris. A Torre Eiffel, por exemplo, recebeu passarelas por onde modelos desfilaram as últimas novidades da marca. O mesmo também foi feito em relação ao Museu do Louvre.

Já o Grand Palais foi decorado de modo a remontar a uma estação dos Alpes Suíços voltada à prática de esqui. A escolha desse cenário teve uma razão bastante simbólica na homenagem prestada a Lagerfeld, uma vez que ele sempre expressava gostar muito da Suíça, sobretudo por poder esquiar. A marca também fez um minuto de silêncio e finalizou a homenagem colocando um áudio contendo a voz daquele que por décadas foi o líder da Chanel.

Mesmo se tratando de uma homenagem póstuma, a apresentação foi destaque em virtude do tratamento dado à organização, pontua Donata Meirelles. Apesar de relembrar a trajetória de Lagerfeld ter sido algo já esperado pelo público, a surpresa ficou por conta da qualidade do que foi apresentado nos momentos de exibição que antecederam o início do desfile da marca. Um dos desafios da grife, além das questões técnicas, foi realizar uma homenagem da forma como o estilista gostaria, pois era conhecido pelo estilo que dispensava sentimentalismo.

Mais do que uma homenagem a alguém que foi um ícone da moda, a apresentação ilustra a maneira como os desfiles tem concebido tudo o que é apresentado pelas grifes, transcendendo até mesmo as roupas que são mostradas. A empresária brasileira esclarece que trata-se de uma tendência que pode ser conferida, sobretudo entre as marcas que são classificadas como de alta costura. Ainda que esses desfiles tenham despertado desde sempre a atenção de muitas pessoas, com o passar dos anos o público começou a se interessar também pelo aspecto considerado apoteótico desses eventos.

Se na Tommy Hilfiger Lagerfeld recebeu uma grande homenagem, na maison Chanel não foi diferente, podendo-se ver igual brilho nas produções. Conhecido como “Kaiser”, palavra que significa “imperador”, ele foi homenageado com peças inspiradas em suas criações mais emblemáticas, tais como conjuntos tweed em xadrez e roupas em tecidos coloridos, típicos das coleções assinadas por ele na década de 1980. No final do desfile, vestidos brancos fluidos foram desfilados. Donata Meirelles menciona que houve um momento em que a atriz Penélope Cruz também desfilou, ilustrando bem a nova forma que as grifes têm de conduzir seus desfiles: dando aspecto de show a esses eventos.

Penélope Cruz emocionou o público presente ao finalizar o desfile ao caminhar com uma flor branca nas mãos, da mesma forma como o homenageado fez por anos em que esteve à frente da marca. Além da atriz hollywoodiana, a trilha sonora com a canção “Heroes” do astro David Bowie também gerou comoveu a plateia. Enquanto a música tocava, todas as modelos da grife desfilaram simultaneamente, reporta a empreendedora. Embora a emoção dos convidados fosse previsível, a empresária destaca que a maneira como a produção do desfile foi feita pode ter grande influência sobre a reação das pessoas presentes. Mais do que um desfile de peças que lembravam Lagerfeld, o evento conseguiu criar uma atmosfera de sinestesia que envolveu os convidados.

A Tommy Hilfiger é uma das marcas pioneiras em se tratando da adoção do desfile de moda como espetáculo, noticia a empresária. A grife, contudo, não se limita a apresentar grandes eventos na Cidade Luz. Outros desfiles de grande porte foram realizados em Nova York, Shangai e Milão. Em Paris, já em 2019, a marca trouxe Grace Jones, uma das representantes mais emblemáticas dos anos 1.980. A cantora e modelo se apresentou para uma plateia composta por 1.900 convidados, cantando suas músicas de maior sucesso ao longo do evento.

A diversidade também marcou o último desfile da grife realizado em Paris. Modelos com biótipos variados desfilaram as peças da coleção. Se os tipos físicos eram variados, as etnias também o eram, explica a empresária. Assim sendo, o brilho do desfile foi ainda maior do que nos outros anos. A Yves Saint Laurent surpreendeu pelo fato de promover um desfile com as luzes apagadas, onde somente se podia ver as peças em cores néon passando pelas passarelas do local.