Quantos tipos de jornalismo existem?

Existem diferentes soluções e tipos de jornalismo, não basta simplesmente saber escrever. Aqui está o que você precisa saber para escolher o mundo que prefere enfrentar com o seu teclado pessoal.

Boa pergunta, quantos tipos de jornalismo você pode encontrar em bancas de jornal ou em seu jornal online favorito? Este é um pedido importante para quem começar a trabalhar. E para quem quer escrever um artigo de jornal alinhado às suas necessidades.

Você gosta de reportar a realidade ou talvez deixar sua opinião, escrever para o trabalho é uma ideia sua. Então você quer começar esta profissão: mas como você se torna um jornalista? Você não pode improvisar e o cartão de publicidade é apenas o primeiro passo.

Mas primeiro você pode e precisa se aprofundar. Primeiro você precisa descobrir sobre os tipos de jornalismo que você pode lidar. Existem vários caminhos a seguir entre o jornal impresso e o jornalismo na web.

Tipos de jornalismo: vamos começar com as novidades – O setor de notícias é um dos tipos mais comuns de comunicação jornalística. O que é esse setor? Através da crônica, o jornalista relata os fatos à medida que ocorreram, tentando reconstruir sua ordem e objetivando o máximo de clareza.

Com as notícias não há notas pessoais, avaliações e opiniões. Verdadeiro ramo do jornalismo, a escola crônica pode abraçar a política, esportes mostra, mas os principais setores são: Preto (eventos dramáticos ligados a cenas de crime), Rosa (o tema clássico das revistas, as fofocas), Branca (assume o estilo administrativo e cívico), Judicial (a crônica ligada aos julgamentos).

Blogger: você pode ser jornalista ou vice-versa? Outro passo interessante: blogging. O que é diferente do jornalismo na web. Um jornalista pode ser um blogueiro ? A resposta parece óbvia. Claro, apenas ter um blog e publicar artigos. Apenas tenha uma opinião, um pouco de tempo a perder.

O blogueiro é aquela pessoa que trabalha a 360 graus na plataforma e que desenvolve seu nome em relação aos artigos que escreve. O blogueiro escreve, é claro, mas não apenas: ele compartilha, responde, interage, fica irritado, pede desculpas.

Tipos de jornalismo: qual você prefere? Não basta escrever a própria opinião, não é suficiente trabalhar de graça para a revista ou afastar-se do frágil distanciamento jornalístico para se tornar um blogueiro.