Category: Posts

Ideias para criar títulos de efeito e aumentar cliques

Você quer escrever notícias eficazes para o seu blog? Procurando por um título convincente para seus melhores itens? Aqui você encontrará todas as etapas úteis e idéias essenciais para aumentar as visitas do blog.

Como escrever títulos eficazes: essa é a questão que atormenta o blogueiro. Porque você pode escrever artigos em SEO, você pode escolher as melhores imagens na web e você pode pesar cuidadosamente as fontes para publicar artigos interessantes. Mas sem um título convincente, há pouco caminho a percorrer.

Escrever um título no WordPress é simples: assim que você começa a escrever um post, você tem o campo dedicado a este elemento. Na verdade, aqui você está digitando a tag H1, o título que todos veem quando você publica o artigo. Esse elemento pode ser diferente da tag de título, a string mais influente do Google.

Quando você precisa criar um título de efeito em uma postagem, é necessário considerar saldos diferentes. E você tem que usar plugins como WordPress SEO por Yoast ou All In One SEO Pack para trabalhar em diferentes frentes. Mas, em qualquer caso, a regra a seguir é simples: você precisa ser notado, deve comunicar imediatamente o valor que pode dar ao leitor.

Na realidade, você não precisa procurar por títulos, mas tem um objetivo diferente: você tem que criar um plano editorial. E este documento ajuda você a definir tópicos, tópicos e insights para o seu blog. Como? Com uma boa análise das palavras-chave e temas abordados nas comunidades.

Análise de dados quantitativos e qualitativos, é isso que você precisa fazer. Trabalhe na pesquisa de palavras-chave, analise fóruns e discussões online, crie um mapa mental com todas as ideias para abordar o tema escolhido. E mostra os títulos que você identificou no calendário editorial. Esta é a estratégia para organizar manchetes, agora você precisa entender como escrever títulos eficazes.

Mas ele consegue fazê-lo virtuosamente porque um bom título segue as regras da otimização de SEO na página. Na tag de título, há as palavras-chave mais importantes, o mesmo vale para o H1. Talvez com variáveis ​​para interceptar diferentes intenções. Depois, há o aspecto persuasivo, sempre importante.

Quantos tipos de jornalismo existem?

Existem diferentes soluções e tipos de jornalismo, não basta simplesmente saber escrever. Aqui está o que você precisa saber para escolher o mundo que prefere enfrentar com o seu teclado pessoal.

Boa pergunta, quantos tipos de jornalismo você pode encontrar em bancas de jornal ou em seu jornal online favorito? Este é um pedido importante para quem começar a trabalhar. E para quem quer escrever um artigo de jornal alinhado às suas necessidades.

Você gosta de reportar a realidade ou talvez deixar sua opinião, escrever para o trabalho é uma ideia sua. Então você quer começar esta profissão: mas como você se torna um jornalista? Você não pode improvisar e o cartão de publicidade é apenas o primeiro passo.

Mas primeiro você pode e precisa se aprofundar. Primeiro você precisa descobrir sobre os tipos de jornalismo que você pode lidar. Existem vários caminhos a seguir entre o jornal impresso e o jornalismo na web.

Tipos de jornalismo: vamos começar com as novidades – O setor de notícias é um dos tipos mais comuns de comunicação jornalística. O que é esse setor? Através da crônica, o jornalista relata os fatos à medida que ocorreram, tentando reconstruir sua ordem e objetivando o máximo de clareza.

Com as notícias não há notas pessoais, avaliações e opiniões. Verdadeiro ramo do jornalismo, a escola crônica pode abraçar a política, esportes mostra, mas os principais setores são: Preto (eventos dramáticos ligados a cenas de crime), Rosa (o tema clássico das revistas, as fofocas), Branca (assume o estilo administrativo e cívico), Judicial (a crônica ligada aos julgamentos).

Blogger: você pode ser jornalista ou vice-versa? Outro passo interessante: blogging. O que é diferente do jornalismo na web. Um jornalista pode ser um blogueiro ? A resposta parece óbvia. Claro, apenas ter um blog e publicar artigos. Apenas tenha uma opinião, um pouco de tempo a perder.

O blogueiro é aquela pessoa que trabalha a 360 graus na plataforma e que desenvolve seu nome em relação aos artigos que escreve. O blogueiro escreve, é claro, mas não apenas: ele compartilha, responde, interage, fica irritado, pede desculpas.

Tipos de jornalismo: qual você prefere? Não basta escrever a própria opinião, não é suficiente trabalhar de graça para a revista ou afastar-se do frágil distanciamento jornalístico para se tornar um blogueiro.

Jornalismo participativo

Fazer jornalismo participativo significa colocar o usuário no centro do caminho da informação. Tudo vem de baixo, a informação é criada por quem deve ler as notícias.

O jornalismo participativo (ou jornalismo cidadão) é uma forma de comunicação que parece resumir os sonhos de quem esperava uma relação direta entre os fatos e exposição. Não há filtros, não há profissionalismo.

O que acontece se torna notícia. Está escrevendo um artigo de jornal um trabalho para ligar aqueles que conhecem este campo? Depende, a coleta de fontes e materiais pode ser difícil para quem não está no local. Mas o cidadão está lá.

A pessoa comum pode se tornar jornalista durante o período de tempo necessário para reunir o que é necessário. E as redes sociais fazem o resto.

O termo jornalismo cidadão significa a tendência, impulsionada pelas redes sociais e telefones celulares, de transformar cada cidadão em repórter. Em um jornalista de campo. Uma vez que os leitores eram apenas usuários das notícias, hoje eles se tornam atores e participam da criação do produto. Obviamente, pode parecer um golpe para a profissão jornalística, na realidade, há adaptação e cooperação. O profissional envolve e explora o cidadão de maneira virtuosa.

Ter um enviado em campo a qualquer momento, capaz de tirar fotos e vídeos de boa qualidade, significa ter sempre uma fonte disponível. Obviamente, no entanto, isso significa manter os canais de comunicação abertos a qualquer momento.

O jornalismo cidadão vê o leitor como uma presença ativa no processo de criação de conteúdo. Mas como isso evolui? O conceito por trás do jornalismo participativo é simples: o digital mudou a percepção do tempo.

O cidadão torna-se jornalista e recolhe o material graças ao smartphone. Ter um jornalista em todas as esquinas: isso é jornalismo cidadão, um modelo que explora a difusão horizontal da web e você é social. E isso nos permite estar lá.

A notícia tem duração mínima, torna-se obsoleta em poucas horas. Às vezes minutos. O jogo acontece à margem da navalha e jornalistas na redação devem ser bons em interceptar a propensão do indivíduo para se comunicar, postando fotos e vídeos.

Como a Ferrovia do Grão vai melhorar o transporte das regiões Centro – Oeste e Norte, por Felipe Montoro Jens

Em outubro de 2017 a ANNT publicou os primeiros estudos sobre o leilão para a construção da EF-170, chamada também de Ferrovia do Grão e Ferrogrão. Inicialmente, o projeto terá uma grande extensão e tem como objetivo escoar a produção de estados das regiões Centro-Oeste e Norte. Quem traz o assunto é Felipe Montoro Jens, especialista em projetos de infraestrutura.

A obra da EF-170 compõe os projetos do Programa de Parceria de Investimentos e ligará os municípios de Sinop no Mato Grosso e Miritituba, no Pará. São previstos 1.142 quilômetros em uma área que passará por floresta nativa. O intuito é levar grãos e outros produtos para os portos da região Norte, que atualmente são enviados para a região Sul e Sudeste, muito distante do local de produção.

O trecho ferroviário terá um papel importante para estruturar a logística do arco norte do país. Só do estado do Mato Grosso serão escoadas as produções de soja, farelo de soja, óleo de soja, milho, açúcar, etanol, derivados do petróleo e outros itens.

Felipe Montoro Jens destaca o levantamento setorial, em que os empresários da região estimam escoar cerca de 20 milhões de toneladas do Mato Grosso pelos portos região Norte. Além disso, assim que estiver pronta, a demanda de carga alocada será de 25 milhões de toneladas na ferrovia. Para 2050, esse montante deve ultrapassar os 42 milhões de toneladas.

O leilão da Ferrogrão

O leilão concederá o direito da vencedora de explorar os serviços de transporte por 65 anos. O lance mínimo inicial será R$ 0,01, contudo a empresa terá de comprovar a capacidade de desenvolver a obra e manter as operações, isso porque a ferrovia deverá ser construída somente pela concessionária, que também será responsável pela implementação de toda companhia, reporta Felipe Montoro Jens.

A previsão de investimento é de R$ 12,6 bilhões. De acordo com o portal do PPI, a construção demanda as seguintes obrigações para a construção:

terraplanagem do solo;

obras de drenagem;

Estrutura ferroviária;

equipamentos de apoio ferroviário;

sistemas de sinalização e energia;

obras de complementação;

obras especiais;

compensação ambiental;

oficinas e instalações;

desapropriação de terras;

engenharia, trens e material rodante.

A remuneração da concessionária virá do transporte ferroviário, sendo que o risco da demanda será inteiro da empresa. O leilão ainda não tem data prevista para sua realização, reporta Felipe Montoro Jens.

Quando concluída, a Ferrovia do Grão representará uma alta capacidade logística, trazendo competitividade e reduzindo os custos de transporte para os produtores. Atualmente a produção que vai para a região Norte segue pela rodovia BR-163, a qual terá suas condições de tráfego atenuadas com a ferrovia, uma vez que será reduzido o fluxo de veículos pesados. Além disso, haverá redução nos custos de conservação e manutenção da estrada.

O novo corredor trará uma nova rota para a exportação de grãos no Brasil. Hoje, a produção matogrossense, por exemplo, segue para os portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR), distância de mais de 2 mil quilômetros desde sua origem, reportou Felipe Montoro Jens.

Como reutilizar seus melhores itens e aumentar as visitas

Claramente, seu objetivo é este: aumentar as visitas do blog. O motivo é simples: por meio de cliques públicos, você pode encontrar as pessoas certas na página de destino. Dessa forma, você aciona o processo de inbound marketing e alcança seus objetivos. Esta é a teoria, então a prática é outra coisa.

Você tem que encontrar soluções e idéias para sempre escrever novos artigos, para enriquecer o seu calendário editorial. Mas isso nem sempre é a solução certa. Às vezes você não precisa criar, mas reutilizar seu conteúdo. Publicar todos os dias é uma tarefa difícil e nem sempre pode ser sustentada para sempre.

Você pode realmente fazer muito pelo seu blog com o que você já fez. Às vezes é preciso muito pouco para redescobrir o que você fez no passado, você só precisa ter idéias para desenvolver para obter resultados interessantes. Como aumentar as visitas, o que eu já disse, mas também para revitalizar artigos antigos e nutrir uma comunidade que sempre quer descobrir coisas novas. Então você está pronto? Veja o que fazer.

Crie conteúdo para boletins informativos – Você coletou uma série de contatos de e-mail? Ótima ideia, agora você tem que usar essa herança para fazer marketing por e- mail e promover seus interesses através de uma das ferramentas mais poderosas. Mas você não pode apenas vender, você também precisa alimentar contatos com conteúdo interessante. Aqui os jogos antigos entram em jogo: você pode usá-los para criar coleções temáticas.

Você pode aproveitar os posts antigos para construir mini-guias dedicados a um tema querido para aqueles que se inscreveram para o boletim informativo. Desta forma, você obtém dois resultados úteis: criar um material que merece atenção para compartilhar via e-mail, trazer tráfego novo e interessante para artigos antigos. Mas talvez eles tenham sido aprimorados e atualizados.

Postar atualizações e notícias – A maneira mais fácil de reutilizar o que você escreveu: trate o artigo como novo conteúdo após uma atualização. Um trabalho que consiste em expandir e melhorar o que você criou no passado. O Google adora conteúdo novo e isso também se aplica às pessoas.

Dicas decisivas para escrever um blog pessoal

Escrever um blog pessoal: ainda faz sentido dedicar tempo e espaço a esse trabalho? Certamente, hoje mais que nunca. As redes sociais ganham atenção e comentários, a fragmentação das conversas está sempre à espreita. E as grandes plataformas roubam os leitores. Mas o blog é central.

Não apenas por um assunto profissional. Um diário on-line que nasce como um jogo pode se tornar uma fonte econômica: você pode ganhar com um blog, encontrar novos contatos comerciais, criar relacionamentos virtuosos com colegas, leads em potencial, amigos. Mas isso se torna uma válvula de segurança, uma área criativa.

Uma área para preservar e manter a paixão. Existem mil razões para criar um blog e continuar produzindo artigos e notícias. Hoje quero dar-lhe alguns conselhos para cumprir este compromisso. Mas também essa liberdade, essa linda aventura. Como escrever um blog pessoal?

Um diário online gratuito ou pago, um lugar onde você pode escrever suas ideias.

Mas agora tente ser honesto e pense: o que é realmente? Um lugar mágico, um espaço onde você pode ser o que você quer. O blog corporativo é uma ferramenta de trabalho, mas criar um blog WordPress para escrever seus pensamentos é um ato de liberdade. É uma maneira de gritar que você é um escritor.

Você está seguindo suas paixões? Não é um ponto trivial, não é uma passagem supérflua. Siga a paixão. Muitos pensam que podem escrever um blog pessoal com base em tudo. Então, eles escolhem os tópicos mais lucrativos, aqueles cercados por grandes números e investimentos sedutores em termos de CPC. Quais são os melhores tópicos? O que escrever em um blog pessoal se você quiser se concentrar apenas no aspecto econômico?

Mas isso funciona? Se você tem um exército de redatores da Web capazes de escrever ótimos artigos – e uma importante atividade de otimização de SEO – você pode obter resultados. Mas este não é o caminho a seguir para o seu diário. Como abrir um blog e ganhar dinheiro? Existem caminhos diferentes, mas se você quer se concentrar em um projeto pessoal , você tem que seguir o que você é, você tem que escrever algo sobre o seu mundo.

Inbound marketing: como explorar essa estratégia

O marketing de entrada é uma força para a sua estratégia online. Para aproveitar ao máximo essa linha, no entanto, você precisa usar o blog ao máximo. Algum conselho para o seu projeto e o funil?

O marketing de entrada permite que você seja encontrado quando as pessoas precisam de você. A publicidade não interrompe o uso do conteúdo: por meio do marketing inbound, portanto, a própria promoção se torna útil para o cliente.

Uma definição interessante, não é? Visto de fora, o marketing de entrada parece um universo idílico no qual tudo se torna mais fácil. Em parte. Para trabalhar nessa direção, você precisa de habilidades específicas e uma visão geral, você deve abandonar a ideia de ser capaz de obter bons resultados através de uma única ação.

Dentro do funil de entrada de marketing, há vários elementos que podem fazer a diferença. Tudo depende da passagem que é levada em consideração, e um dos mais importantes é certamente aquele em que o estranho se torna um leitor e, em seguida, um potencial condutor. Para obter tudo isso, você precisa do blog. Até que ponto?

Embora haja publicidade clássica que interrompa o uso do conteúdo, por outro há o marketing de entrada: um pensamento tático que sugere que você se torne o que as pessoas estão procurando.

Você sabe que a relação entre um indivíduo e a publicidade nunca esteve tão em crise. As pessoas notam os anúncios de banner, são intolerantes ao comercial de TV, ignoram as páginas patrocinadas sem piedade. Porque é parte do nosso equilíbrio: cuidado com aqueles que não te conhecem e querem te vender alguma coisa. Somos geneticamente predispostos, raciocinamos assim.

Aqui o marketing de entrada vem em auxílio da empresa e do freelancer: torna-se o que seus clientes procuram, amam, querem. E é encontrado através de conteúdo e notícias de qualidade. Conquiste a confiança, permita que as pessoas cheguem às páginas da web de maneira natural. Este é o significado do marketing de entrada.

Não espere a venda imediatamente, desenvolva o melhor conteúdo para que você saiba, aprecie e ame. Neste ponto, orientar o interesse para as páginas úteis para o seu propósito. É por isso que temos que encarar o funil de inbound marketing.

TIM realiza testes com a rede 5G e prevê cobertura total no Brasil até 2021

De acordo com notícias recentes divulgadas pela empresa TIM (Telecom Italia Mobile), os testes com a nova rede 5G começaram a ser realizados no Brasil. A empresa divulgou no dia 22 de maio deste ano que começou a testar a rede de transmissão de dados 5G na cidade de Florianópolis, usando a tecnologia de origem chinesa. Os equipamentos de telecomunicação utilizados pela Tim fornecidos para este teste vieram da empresa Huawei, uma das empresas mais afetadas pela guerra comercial entre Estados Unidos e China.

A TIM, uma gigante das telecomunicações controlada pela Telecom Italia, também já deixou certo que testes com a nova rede 5G estão programados para Campina Grande, em Paraíba. Os equipamentos que serão utilizados no teste em Campinas Grande serão fornecidos pela empresa Nokia. Outro teste de grande importância previsto para a nova rede 5G da TIM será realizado no município de Santa Rita, em Minas Gerais, e utilizará equipamentos fornecidos pela empresa Ericsson.

A empresa TIM deixou claro que os testes com a rede 5G no município de Florianópolis já estão em fase final e os principais pontos revistos, e por enquanto, essa é a primeira cidade do Brasil a possuir uma rede 5G da operadora. Em Florianópolis, a recepção do sinal 5G da TIM está na frequência de 3,5 GHz.

“Nós enxergamos diversos elementos importantes e habilitadores, como, por exemplo, a ocorrência de um leilão para arrecadar investimentos e mais recursos para a instalação de novas antenas 5G, tudo isso em prol do desenvolvimento tecnológico do Brasil”, afirma Pietro Labriola, presidente-executivo da operadora TIM.

Neste caso, Labriola está se referindo ao leilão que possibilita outras empresas a fazer parte do suporte 5G no país. Esses leilões estão previstos para 2020. A TIM estima que a rede 5G esteja em operação em todo o país até o final de 2021.

De acordo com empresa de telecomunicações, a transmissão de dados por meio da rede 5G é mais rápida e mais confiável em comparação com as tecnologias antecessores. O patamar de comunicação no Brasil estará dando um passo rumo a uma nova era de comunicação digital com a utilização da rede 5G, afirma a operadora.

Dindin é destaque em concurso mundial de mulheres empreendedoras

Empreendedoras do mundo inteiro responsáveis por empresas de tecnologia financeira com impacto social disputaram no dia 7 de junho de 2019 a final no concurso Visa Everywhere Initiative. Entre as 12 empresárias finalistas estava a dona da startup Dindin, Stephanie Fleury. Entre as edições do concurso, está é a primeira vez que a disputa é feita exclusivamente por mulheres, tendo como objetivo divulgar negócios realizados por mulheres em todo o mundo.

Na América Latina, a Dindin foi a empresa finalista do concurso a concorrer na final através da categoria de empresas de tecnologia financeira. A Dindin é uma startup brasileira que oferece acesso a serviços bancários para pessoas que não possuem contas, assim como soluções para empresas e cartões pré-pagos. Com o fácil acesso a esses serviços, a Dindin tem como objetivo levar serviços básicos para a população e ampliar a inclusão financeira na vida dos brasileiros.

A dona da Dindin informou nas notícias divulgadas pela Agência Efe sobre o concurso: “Representar toda a América Latina através de nossa iniciativa é algo muito revolucionário para nós, pois isso muda as regras do nosso jogo. Ser empresária e mulher em um negócio sobre finanças é algo bastante difícil no Brasil e no mundo. Ao chegar na final do concurso, ganhamos mais credibilidade e visibilidade o que é importante para atrair novos clientes e investidores”.

Além da Dindin, a Mujeres del Pacífico também representou as empresas latino-americanas no concurso. Fundada em 2013, a startup atua no México, Colômbia, Chile e Peru ajudando empresárias a criarem uma espécie de rede de educação. A ação da empresa, assim como o networking abordado ao longo do tempo pela startup foram os aspectos que mais chamaram a atenção dos integrantes do concurso da Visa.

A cofundadora da startup Mujeres del Pacífico, Fernanda Vicente, que também chegou na final do concurso concorrendo na categoria impacto social, informou sobre a startup: “Nossa empresa tem como objetivo estimular o empreendedorismo feminino em toda a América Latina, por isso, nós oferecemos capacitação e educação para quem quer ir além. Nós conectamos todas as empreendedoras dispostas a crescer em uma rede de apoio, onde possibilitamos o acesso a recursos financeiros, comércio eletrônicos, entre outras coisas”.

Detalhes do acordo de aquisição entre Natura e Avon são divulgados

A gigante dos cosméticos Natura Cosméticos confirmou a compra da empresa norte-americana Avon Products, uma transação que já havia sido anunciada em notícias recentes. A aquisição da empresa Avon pela brasileira Natura foi confirmada no dia 6 de junho de 2019 com a divulgação do acordo de compra. Por mais que essa transação já é dada como certa, a aquisição da Avon pela Natura ainda não foi concluída, pois alguns detalhes estão sendo acertados e tudo ainda deve ser assinado.

Fazendo um levantamento cronológico desta transação, temos no dia 22 de março deste ano a confirmação do interesse de compra da Avon pela Natura, caracterizando uma possível fusão na época. Um mês depois, exatamente no dia 22 de maio deste ano, a Natura divulgou notícias de que pretendia adquirir a Avon com base na aquisição de ações da empresa norte-americana.

Neste momento, as duas partes concordam com a transação que deve ser concluída até o dia 22 de junho de 2020. Caso venha a ocorrer um descumprimento do contrato por uma das duas empresas, a transação pode ser rescindida.

De acordo com os detalhes do acordo de aquisição após tudo estar concluído, os acionistas ordinários da empresa norte-americana deverão receber 0,30 ação da nova empresa Natura Holding S.A, referente a cada ação da Avon ainda remanescentes. Já os acionistas da Natura irão receber 1,0 ação da nova Natura Holding S.A devido a cada ação remanescente.

Os acionistas majoritários da Natura serão responsáveis pela promoção do novo negócio, que juntos detêm 50,5% de todo o capital social com poder de voto da Natura. Caso a Avon decida ir contra alguma cláusula do contrato de venda, a empresa deverá pagar US$ 78,6 milhões para a Natura.

O contrário disso também pode acontecer caso a Natura deixar de honrar com o compromisso de compra em algum ponto importante, podendo ter que pagar US$ 133 milhões para a Avon.

Por se tratar de um acordo de ações, a grande vantagem dos acionistas da empresa norte-americana é depender da cotação das ações da Natura Holding S.A, que tende a se elevar após o fechamento do negócio.